Sem categoria, truques de màe

Truques de mãe – Ventilador ou ar-condicionado?

O verão está aí a todo o vapor e para ajudar a amenizar os efeitos do calor e da secura do ar, que incluem ressecamento das mucosas, dor de cabeça, garganta seca e até sangramentos no nariz, é natural recorrer a aparelhos de ar-condicionado e ventiladores.




Mas será que há problema? Confira o que dizem os especialistas!

Ar-Condicionado

A principal vantagem é controlar a temperatura do ambiente. E o principal problema é o ressecamento do ar, que piora consideravelmente a situação de crianças alérgicas, com rinite ou asma. “Todo mundo pode sentir o nariz ressecado ou a garganta ruim por causa do ar condicionado. Mas, para os alérgicos, o prejuízo é bem maior”, explica a pneumologista Beatriz Barbisan, da Escola Paulista de Medicina (Unifesp).

Por isso, nas condições atuais de tempo seco, vale usar de artifícios enquanto o aparelho estiver ligado. Umidificador, bacia d’água ou uma toalha molhada já melhoram a qualidade do ar em casa. Outro cuidado a ser tomado diz respeito à temperatura. A recomendação é ajustá-la entre os 23°C e os 27°C, no máximo. É bom lembrar que, para crianças alérgicas, inalar o ar frio é tão prejudicial quanto a falta de umidade e pode desencadear crises respiratórias. Cuidando da temperatura também não há risco de choque térmico.

Ventilador

O princípio do ventilador é colocar o ar em movimento, criando uma corrente que refresca o ambiente. Mas imagine o que acontece quando se liga o aparelho em uma sala cheia de poeira, com mofos nas paredes e sem incidência de sol. Exato: todas as partículas alergênicas da sujeira, fungos e bactérias ficam circulando no ambiente, o que pode ser seriamente prejudicial a crianças alérgicas.

Por isso, é imprescindível manter o ambiente sempre limpo. Além disso, o ventilador também precisa ser higienizado, prestando atenção especial às hélices, onde a poeira se deposita. Principalmente no caso dos ventiladores de teto, em que elas ficam fora do campo de visão, é preciso ficar atento.

Quem leva a melhor?

Não há um consenso sobre o que é melhor: ar condicionado ou ventilador. Enquanto o primeiro provoca um ressecamento maior, o segundo gera uma corrente de ar, que pode fazer partículas alergênicas circularem pelo ambiente. “O fundamental é a percepção individual: os pais precisam estar atentos aos limites de cada criança em especial”, explica Regina. Em outras palavras, só você vai saber o que é melhor para amenizar o calor na sua casa. Se o frio do ar condicionado faz a criança espirrar muito, opte pelo ventilador. Com todas as precauções, ambos os aparelhos podem ser usados até para bebês.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *