Sem categoria

Ih! Xixi na cama outra vez!

Se o seu filho tem até cinco anos e ainda faz xixi na cama à noite, saiba que se trata de um acontecimento considerado normal pelos médicos e contornável de forma simples na maioria dos casos. Antes dessa idade, o controle miccional da criança ainda não é completo, ainda está amadurecendo. Por isso, é comum que isso aconteça.



Se a condição persistir depois dos cinco anos, atenção: o ideal é procurar um especialista para investigar os motivos e descobrir se eles estão ligados a alguma questão fisiológica ou não. Geralmente, a mãe não relata o problema no consultório porque tem vergonha. 

Mas o que leva a criança a urinar na cama sem perceber quando já foi descartada a existência de doenças relacionadas? O fator genético é um dos pontos importantes. Se um dos pais teve o problema, o risco de a criança também apresentá-lo é de cerca de 45%. Se pai e mãe tiveram, o risco aumenta para 75%.

Além da hereditariedade, o problema tem três causas principais: dificuldade de acordar quando a bexiga está totalmente cheia, alta produção de urina à noite  – que acontece pela deficiência na produção de hormônio antidiurético durante o período do sono – e bexiga com capacidade reduzida de armazenamento. 

Para as duas últimas situações há medicamentos específicos para tratamento. Já para a dificuldade em despertar, a chamada terapia do alarme é um dos recursos frequentemente indicados e é oferecida gratuitamente em algumas cidades brasileiras.

O primeiro passo para um tratamento eficaz é procurar ajuda rapidamente e nunca punir a criança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *